Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sábado, 15 de dezembro de 2018

ágape

Na defesa das filhas, mãe luta com bandido armado e assaltante morre

2 ABR 2011Por vivianne nunes e dánúbia burema09h:20

“Morra eu, mas não morram minhas filhas”. Foi desta maneira que a comerciante Ana* (nome fictício para resguardar a identidade da vítima) descreveu ao Portal Correio do Estado, o momento em que, sem pensar, pulou sobre um dos bandidos que ameaçavam a vida de suas duas filhas durante assalto ocorrido na noite de ontem no bairro Nova Lima. “Eles queriam mais dinheiro e mais dinheiro”, contou.

Ao sair de um dos cômodos do prédio onde funciona o supermercado da família e também onde moram, Ana se deparou com o marido e o irmão de joelhos e amarrados. Os assaltantes, dois adolescentes de 17 anos, invadiram o local no momento em que o marido de Ana fechava o mercado. Com uma arma apontada para os dois eles teriam dito que, “já que não tinha mais dinheiro iriam pegar as duas coisas boas que estavam no quarto”, referindo-se às filhas de 03 e 06 anos de idade.

“Eu não tive dúvida. Pulei em cima dele e amarrei o pescoço”, afirmou a vítima. “Amarrou?”, questionou a reportagem. “Sim, amarrei com as minhas mãos. Com uma eu segurei no pescoço e com a outra eu agarrei a arma. Neste momento meu marido e meu irmão também reagiram”, afirmou a mulher.

Houve luta e o irmão da vítima acabou baleado. Ele está internado na Santa Casa de Campo Grande com uma bala alojada nas costas, mas segundo Ana, não corre risco de morte. “O susto foi grande na hora, mas eu não me arrependo e faria tudo outra vez. Na hora não passou nada pela minha cabeça, apenas proteger as minhas filhas”.

Um dos jovens morreu no local baleado e Ana afirma que o tiro foi disparado por ele próprio durante a luta. O outro rapaz foi apreendido pela polícia.

Ainda sob o efeito do susto ocorrido durante a noite, Ana disse ao Portal Correio do Estado que fechou o estabelecimento hoje e que está na casa de amigos. Ela afirmou ainda que já havia avistado a dupla que realizou o assalto rondando o comércio.
 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também