Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Olimpíadas

Na Capital, mãe de Bruna festeja vitória

26 JUL 12 - 08h:05DA REDAÇÃO

Um misto de ansiedade e euforia tomou contra da uma residência na Vila Alba, em Campo Grande, no início da tarde de ontem. A autônoma Paulina Benites, acompanhada por alguns familiares e amigos, acompanhava o primeiro jogo da filha, a zagueira Bruna Benites, pela seleção de futebol feminino nos Jogos Olímpicos de Londres. A Ansiedade foi antes da equipe entrar em campo, mas aos poucos transformou-se em torcida e, por fim, a euforia com a vitória por 5 a 0 diante de Camarões.

Durante o jogo, a mãe e as ex-companheiras de Bruna na UCDB e Comercial, Larissa e Marlova, acompanhavam os lances atentamente e vibravam quando Bruna participava. Segundo dona Paulina, Bruna joga futebol desde os oito anos de idade e sempre contou com seu apoio. “Quando ela se formou como fisioterapeuta, falei para ela pendurar as chuteiras, mas ela insistiu e falou que ainda iria jogar na seleção brasileira e aí está ela”, afirmou.

Segundo ela, o avô de Bruna, Floriano Benites, de 86 anos de idade, também estava acompanhando o jogo em Porto Murtinho. “Ele não perderia por nada. É o maior torcedor dela”, afirmou. No intervalo, o grupo ficou mais descontraído, mas, no início do segundo tempo, as atenções voltaram-se novamente para o aparelho de TV. Relaxamento mesmo, apenas no meio de segunda etapa, quando a vitória estava consolidada. No final, dona Paulina desabafou: “Vamos continuar na torcida nos próximos jogos, mas o objetivo mesmo é a medalha de ouro e tenho certeza de que ela vai conseguir”, concluiu.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

COPA AMÉRICA

Tite promove o retorno de Arthur à seleção para jogo com a Venezuela

IMPORTAÇÃO

Bolsonaro diz que avalia reduzir para 4% imposto sobre produtos de TI

REUNIÃO DO G20

Japão propõe mecanismo internacional para descarte de resíduo nuclear

CUIABÁ

Tribunal condena militar que tentou vender 120 quilos de carne do batalhão

Mais Lidas