Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

NORMATIZAÇÕES

Na Capital, 2 mil motoentregadores devem se adequar

15 JUL 12 - 00h:00DANIELLA ARRUDA

Motoentregadores de Campo Grande começam a ser fiscalizados em caráter educativo pela Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran) a partir do dia 4 de agosto, data estipulada pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) para o cumprimento das resoluções 350 e 356. As duas normatizações, que passaram a valer no ano passado porém tiveram o prazo para início da fiscalização prorrogado por mais 12 meses, exigem curso de formação para exercício da atividade e adaptações em equipamentos de segurança e padronização de compartimentos de carga.

A Agetran não informou o universo de profissionais que será atingido pela fiscalização na Capital. Hoje existem somente 19 motoentregadores com alvarás para a atividade concedidos pelo órgão. Já de acordo com estimativa do Sindicato dos Trabalhadores e Condutores em Motocicletas, Entregadores, Similares e Autônomos Individuais sobre Duas e/ou Três Rodas de Mato Grosso do Sul (Simpromes), pelo menos dois mil motoentregadores em Campo Grande terão que se adaptar à legislação.

Leia mais no jornal Correio do Estado
 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

CORREIO DO ESTADO

Confira o editorial desta quarta-feira: "Mudanças necessárias"

CORREIO DO ESTADO

Odilon de Oliveira: "Imposto de renda e aposentadoria por invalidez"

Advogado e juiz federal aposentado
OPINIÃO

Yuri Murano: "Responsabilidade civil dos objetos lançados dos prédios"

Advogado
1° TABELIONATO DE PROTESTO

Edital de Intimação do município de Campo Grande 17/07/2019

Mais Lidas