Campo Grande - MS, sábado, 18 de agosto de 2018

JARAGUARI

Na 'beira' da estrada, o pão e a cuca nossos de cada dia...

10 ABR 2011Por FAUSTO BRITES, PORTAL CORREIO DO ESTADO15h:30

Cafezinho, pastel, curau, chipa, chipa-guaçu (sopa paraguaia),, pamonha, amendoim torrado são algumas das guloseimas encontradas à "beira" das estradas que cortam Mato Grosso do Sul. Alguns tradicionais pontos de ônibus interestaduais e intermunicipais - ou para cansados e famintos viajantes - ganharam também ares mais modernos. Mas isso não significa que tais locais perderam o encanto de "parada obrigatória" para esticar as pernas e degustar algo que, sem licença nenhuma, pode ser chamada de "iguarias".

Uma dessas paradas está próximo a Capital, Campo Grande, mais precisamente no município de Jaraguari, distante 35 quilômetros. Além de uma variedade de produtos, três deles chamam a atenção: a cuca (rosca doce, recheada com goiabada) , o pão de milho e o pão sovado. "Tudo com produto 100% natural" explica Osmar Pereira Dias, o proprietário que - literamente - coloca a mão na massa há seis anos, desde que chegou na cidade. "Está difícil encontrar mão-de-obra", explica.

"Eles (esses três produtos) são destaques aqui. Mas o carro-chefe é a cuca. São quatro fornadas por dia", conta. A média de venda dessa rosca doce é de - conforme Osmar - 70 unidades diariamente. "Quem conhece e mora nas cidades vizinhas vem buscar; quem não conhece, leva e não se esquece", diz um orgulhoso Osmar.

Como tudo começou? Osmar conta que era comerciante em Campo Grande - foi proprietário de uma choperia - até que um dia comprou uma propriedade em Jaraguari. Passados os dias, montou o negócio "à beira" da estrada, incluindo aí uma padaria. Começou a fabricar a cuca, o pão de milho e o pão caseiro. "Receita própria, viu?", faz questão de explicar. Pronto: o sucesso veio a galope, ou de ônibus, de carreta, de carros de passeio...

O detalhe é que ele oferece pães que chegam a ter a média de 67 centímetros (1,5 quilo), pão caseiro de 35 centímetros (1,5 quilo) e a cuca de 47 centímeros (1,10 quilo). Orgulhoso conta que esses produtos já têm fama internacional.

Exagero? Não, diz ele. Explica que muitos filhos de fazendeiros da região estão no exterior estudando e sempre pedem para os pais despacharem pães ou cucas.

Segundo ele, seus pães e cucas - sem falsa modéstia - são made Inglaterra, Alemanha e França. Aqui ou acolá, portanto, a galera não quer ficar sem o pão de cada dia.

Na conveniência funciona também o restaurante.

No almoço, que é feito em fogão de lenha, o destaque é o leitão no tacho.

Mas isso é outra história.

Leia Também