Campo Grande - MS, sexta, 17 de agosto de 2018

Murilo Ferreira é indicado para presidência da Vale

5 ABR 2011Por Yahoo01h:01

Acionistas que compõem a Valepar, entidade que controla a mineradora Vale, indicaram na segunda-feira Murilo Ferreira para ser o novo presidente-executivo da companhia, em substituição a Roger Agnelli.

Ferreira, um administrador de empresas formado pela Fundação Getúlio Vargas, com especialização em fusões e aquisições pela IMD Business School, trabalhou na Vale durante 10 anos, de 1998 a 2008.

"Murilo Ferreira foi indicado pelos acionistas controladores a partir de uma lista tríplice preparada por empresa internacional de seleção de executivos, em conformidade com as normas e o Estatuto da Valepar", informou a Vale em comunicado.

No período em que permaneceu na mineradora, ele chegou à diretoria executiva de níquel e metais de base, comandando também a subsidiária da empresa no Canadá (ex-Vale Inco), justamente a posição ocupada atualmente por Tito Botelho Martins, executivo que era tido como favorito para substituir Agnelli.

O nome de Ferreira, de 58 anos, não deixa de ser uma surpresa no processo, já que além de Tito também se comentava a eventual indicação do diretor de Marketing e Estratégia, José Carlos Martins, ou ainda algum nome com ligação mais forte com o Planalto.

A indicação ainda terá que ser aprovada pelo Conselho de Administração da Vale e, apesar de não ser esperada, possivelmente terá a chancela dos investidores e analistas pelo perfil técnico e a experiência no setor de mineração acumulada por Ferreira.

Em seu período na Vale, o executivo também atuou no setor de alumínio, como diretor da antiga Aluvale (Vale do Rio Doce Alumínio).

No novo posto, ele terá que lidar com os desejos do governo federal de uma atuação da companhia mais próxima das políticas de desenvolvimento industrial do Planalto, ponto em que Agnelli fracassou.

O governo federal ainda possui grande influência na mineradora, privatizada na década de 80, por meio das participações do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e dos fundos de pensões de empresas estatais.

No comunicado, os acionistas controladores também agradeceram os serviços de Agnelli nos últimos dez anos, período em que a Vale registrou um forte crescimento, no embalo do aumento da demanda por minério de ferro de economias emergentes, mais notadamente a China.

"Nesta oportunidade, os acionistas da Valepar reiteram seu reconhecimento ao Roger Agnelli pelo sucesso na condução da Vale nesses últimos anos, contribuindo para que a Vale alcançasse a posição de destaque que desfruta atualmente, no país e no exterior", informou a nota.

Murilo Ferreira, se aprovado pelo Conselho, deverá assumir a presidência executiva da mineradora em 22 de maio.

Leia Também