Campo Grande - MS, sexta, 17 de agosto de 2018

internet

Mundo terá mais aparelhos conectados do que pessoas até o final do ano, diz Cisco

2 JUN 2011Por Laís camargo02h:00

Em 2015, o número de dispositivos conectados à internet será o dobro da população mundial. Até o final desse ano, este número já deve ultrapassar a população mundial, que é de 7 milhões de habitantes, segundo estudo da Cisco, fabricante de equipamentos de telecomunicações.

Cada pessoa terá, em média, dois dispositivos conectados à internet, o dobro da média registrada em 2010 pelo mesmo estudo.

Com o aumento do número de dispositivos conectados à internet, o tráfego de dados total da internet aumentará para quase 1 zetabyte, o mesmo que 1 trilhão de gigabytes. Em média, cada pessoa será responsável por enviar e receber até 11 gigabytes por mês -- 8 gigabytes per capita a mais que o registrado em 2010.

Segundo a Cisco, aumentará a quantidade de dados enviados e recebidos por meio da internet a partir de dispositivos fora da categoria de computadores. Em quatro anos, os PCs serão responsáveis por 33% do tráfego de dados gerado na internet, mas TVs, tablets e smartphones apresentarão taxas de crescimento de 101%, 216% e 144%, respectivamente.

Isso também contribuirá para que o número de dispositivos conectados por meio de redes sem fio ultrapasse o número de dispositivos com conexão Ethernet. Em 2015, os dispositivos com conexão cabeada responderão por 46% do total, enquanto os dispositivos sem fio representarão 54%. Atualmente, os aparelhos que se conectam à internet por meio de cabo são maioria e representam 63% do total.

Vídeos dominarão a internet

Em seu estudo, a Cisco também confirma que o tráfego de dados gerado por vídeos superou o gerado por comunicações ponto-a-ponto (P2P) em 2010 e que, já em 2012, os vídeos representarão 50% de todo o tráfego de internet no mundo. Para 2015, os números são ainda mais impressionantes: 1 milhão de minutos de vídeos serão transmitidos por meio da web. Para assistir a quantidade de vídeos enviados a cada segundo em 2015, uma pessoa precisaria de pelo menos cinco anos.

Segundo o estudo, todas os serviços de vídeo pela internet (TV, vídeo sob demanda, internet e compartilhamento P2P) representarão 90% do tráfego global de dados gerado pelos consumidores. Entre as categorias, o maior crescimento será dos serviços de vídeo sob demanda, que devem triplicar até 2015. Isso é o equivalente ao total de vídeos de 3 bilhões de DVDs por mês.

Com informações do IG

Leia Também