Domingo, 25 de Fevereiro de 2018

alimentos

Mundo enfrenta extinção de vários tipos

27 OUT 2010Por AGÊNCIA ESTADO, GENEBRA02h:25

O mundo vive um processo de extinção de um número sem precedentes de alimentos. O alerta é da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, conhecida pelas iniciais em inglês FAO, que ontem divulgou seu primeiro levantamento em mais de dez anos sobre biodiversidade no campo e alertou que muitas variedades de alimentos poderiam simplesmente desaparecer se governos não criarem verdadeiras estruturas para preservar espécies.

Em cem anos, 75% de toda a diversidade de plantas usadas para alimentos já desapareceu do planeta, afirma a FAO. Até 2050, segundo a mais atual estimativa da entidade, mais 22% das variedades de produtos como batata, feijão e nozes podem também desaparecer por conta das mudanças climáticas.

Para a FAO, a preservação de espécies de plantas usadas em alimentos pode ser crucial para o futuro da humanidade. "A diversidade de plantas mantém os segredos genéticos que possibilitarão à humanidade resistir a altas temperaturas, secas, pestes e inundações", disse Jacques Diouf, diretor da FAO. Além das mudanças no clima, outro desafio é a globalização dos padrões de consumo, o que estaria ameaçando a riqueza da diversidade local.

Uma das estratégias defendidas pela FAO é a criação de bancos de dados de materiais genéticos. Já são 1,7 mil pelo mundo, com 7,4 milhões de variedades de plantas.

O maior deles está na Noruega. Mas o problema é que metade de todos esses recursos está em apenas sete países que controlam o futuro dos alimentos.

Leia Também