Sábado, 24 de Fevereiro de 2018

AGETRAN

Multas serão emitidas com talonário eletrônico

10 FEV 2011Por DA REDAÇÃO15h:31

Os motoristas infratores da Capital que forem parados pelos agentes municipais de trânsito  serão multados com talonário eletrônico. Convênio neste sentido foi assinado hoje entre a Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran) e o Departamento Estadual de Trânsito (Detran). O convênio vai disponibilizar aos agentes municipais a utilização de equipamentos eletrônicos de registro de multas.

O aparelho funciona por meio do sistema all-in-one com impressora e câmera integrada, possibilitando a consulta do histórico de veículos ou motocicletas abordados e, em caso de formalizada a infração, também é gerado o carnê para pagamento da multa. Com isso, o atendimento se torna mais ágil e eficaz, já que até o momento o auto era preenchido manualmente.

Participaram da assinatura, o prefeito Nelson Trad Filho e o vice, Edil Alfonso Albuquerque que comentou a disponibilização do equipamento. “O trabalho dos agentes de trânsito ganhará mais rapidez com a parceria do Detran e da Agetran, isso só tem a beneficiar os motoristas da cidade”, elogia o vice-prefeito.

Segundo o prefeito, os desafios para promover um trânsito mais organizado têm sido superados com a parceria do governo estadual. “Além da utilização do aparelho, o próximo passo é elaborarmos um planejamento para funcionamento integral da inspeção veicular que já é realidade nos grandes centros do país. Campo Grande segue o mesmo caminho e precisaremos do apoio do Detran”, divulga Nelsinho.

De acordo com o diretor-presidente da Agetran, Rudel Trindade Júnior o apoio do Detran/MS é importante e mais uma vez auxilia o trabalho realizado em Campo Grande, no que diz respeito à prevenção de acidentes. “A utilização do novo aparelho irá proporcionar mais rapidez e confiabilidade por parte dos condutores, já que o risco de informações processadas incorretamente será praticamente inexistente”, explicou o diretor.

Enquanto isso, o diretor-presidente do Detran, Carlos Henrique dos Santos Pereira reforça que a Polícia Militar do Estado já utiliza o sistema diariamente em vários municípios. Com o convênio, Campo Grande terá acesso à tecnologia de controle do trânsito. “Para se ter uma idéia, quando o agente for expedir um auto de infração de um condutor que está sem cinto de segurança ou falando ao celular com o veiculo em movimento, poderá formalizar o ato em um só documento que já sai validado, constando no sistema da Agetran e do Detran”, revelou.

No total serão entregues 15 equipamentos para Agetran, com custo zero, já que o Detran é quem vai arcar com as despesas de manutenção, que hoje é de R$ 90 mil ao mês. “Na prática quem ganha é o usuário, pois quando receber a multa ele estará ciente de que está com informações corretas e confirmadas, já que quando o agente digita o número da placa, o sistema busca as informações do veículo nos sistemas do Detran e Agetran”, reforçou Rudel.

Na avaliação do tenente-coronel Alírio Villassanti, comandante da Companhia Independente da Polícia de Trânsito de Campo Grande, o objetivo principal é prevenir os acidentes de trânsito que ocorrem diariamente na Capital. “A interação das duas agências renderá frutos no trânsito da cidade, com fiscalização preventiva de acidentes graves entre motoristas e motociclistas”, confirmou. 

Leia Também