Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, terça, 13 de novembro de 2018

'GANGUE DAS MORENAS'

Mulheres furtaram R$ 40 mil aplicando golpes em clientes do Banco do Brasil

16 JUL 2012Por michelle rossi e taryne zottino14h:20

Duas integrantes da “Gangue das Morenas”, que atua em São Paulo (SP), aplicando golpes em clientes de bancos, retendo seus cartões de crédito nos caixas eletrônicos e descobrindo senhas para furtar o dinheiro das vítimas, estão presas em Campo Grande

Thais Cordeiro Camacho, 19 anos, e Elilhandra Balbino, 25 anos, foram flagradas por uma equipe da Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros (Garras) no último sábado (14) enquanto aplicavam mais um de seus golpes. Durante seis meses, elas agiram na Capital, sempre aos sábados e domingos, período de pouco movimento, em sete agências bancárias da cidade, todas do Banco do Brasil. Elas aplicaram o golpe em sete pessoas e conseguiram furtar, no total, a quantia de R$ 40 mil. 

A dupla colocava o dispositivo artesanal de retenção de cartão, também conhecido como “chupa cabra”, no caixa eletrônico. O cartão do correntista travava e uma delas aparecia oferecendo ajuda e entregava um folder adulterado do Banco do Brasil, contendo um telefone falso de atendimento ao cliente. A vítima então ligava para o número, que a direcionava para a outra golpista, e acabava revelando sua senha. Com os cartões e senhas, elas faziam compras e saques em outros estados brasileiros. Elas compraram duas passagens aéreas com o dinheiro furtado. Após uma denúncia, policiais do Garras flagraram as mulheres aplicando o golpe contra um homem na agência da Avenida Mato Grosso e descobriram o esquema. 

No quarto de hotel em que estavam hospedadas, foram apreendidos cinco dispositivos artesanais de retenção de cartão de crédito, folders do Banco do Brasil com números falsos de atendimento ao cliente, que direcionavam a ligação para golpistas, além de anotações com os endereços das agências do BB. Conforme a polícia, as duas estavam em Porto Alegre (RS) na semana passada. 
 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também