Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

mesmo caminho

Mulheres bebem mais quando estão casadas, diz estudo

19 AGO 12 - 03h:00terra

Os homens sempre têm uma desculpa para beber com os amigos, mas parece que as mulheres andam indo pelo mesmo caminho. Enquanto eles diminuem o consumo depois do matrimônio, elas passam a beber mais, sugere um novo estudo divulgado pelo jornal britânico Daily Mail.

Os dados mostram que as mulheres casadas geralmente bebem mais do que as solteiras, viúvas ou divorciadas, enquanto que os casados bebem menos do que solteiros e muito menos dos que os divorciados. Mas antes que os homens comecem a se vangloriar pela novidade, os pesquisadores da University of Cincinnati, responsáveis pela pesquisa, avisam que eles podem ser os culpados por esta mudança de comportamento.

Os estudiosos acreditam que as mulheres ajudam os homens a manterem o consumo de bebida sob controle, enquanto eles são uma má influência. O estudo envolveu a revisão de dados sobre milhares de pessoas em Wisconsin, nos Estados Unidos. Além disso, em uma pesquisa à parte, foram feitas 120 entrevistas com pessoas casadas, divorciadas, viúvas e solteiras, questionadas a respeito dos seus estilos de vida.

Os resultados mostraram que, de um modo geral, os homens bebem mais do que as mulheres e estão mais propensos a ter problemas relacionados ao álcool. No entanto, os casados tendem a beber significativamente menos do que os que se encontram em outros estados civis. Sem grandes supresas, os homens recém-divorciados mostraram beber mais do que quando comparados com os demais.

Com as mulheres, acontece justamente o contrário: as que estão casadas acabam bebendo mais do que as que se encontram em outro status, apesar do estresse de uma perda ou do fim de um relacionamento. Os especialistas acreditam que isso ocorre porque os homens apresentam a bebida às mulheres. Além disso, as divorciadas acabam perdendo a influência do uso de bebidas a partir do momento que ficam sozinhas.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

CORREIO DO ESTADO

Confira o editorial desta terça-feira: "Novas soluções para a saúde"

ARTIGO

JOsé Pio Martins: "A excelência é exceção"

Economista
OPINIÃO

J.Bandeira: "Infundadas são as acusações contra Moro"

Economista e Bacharel em Direito
PREFEITURA

Atos Oficiais do município de Campo Grande 23/07/2019

Mais Lidas