Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

POR CIÚMES

Mulher vai até a casa do ex para reatar e é morta

Mulher vai até a casa do ex para reatar e é morta
05/02/2014 09:30 - TARYNE ZOTTINO


Neuza Aparecida de Menezes de 52 anos, morreu na tarde de ontem (4), depois de ser esfaqueada pelo ex-marido, Gildo Ribeiro Pereira, de 45. Segundo informações, o casal brigava muito e já tinha se separado três vezes, ao longo do relacionamento de 10 anos. O último rompimento aconteceu há pouco tempo e Neuza teria ido até a casa do ex para reatar com ele.

No entanto, no meio da conversa, por volta das 12h45min, ela recebeu uma ligação. Gildo desconfiou que fosse outro homem e teve início uma discussão. Ele então pegou uma faca e desferiu pelo menos três golpes contra Neuza. Uma das facadas deixou a mulher com as vísceras expostas.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e encaminhou a vítima ao Hospital Auxiliadora, mas ela não resistiu aos ferimentos e morreu ao chegar na instituição. Gildo tentou fugir, mas foi detido por populares que ouviram a confusão. A PM da Rádio Patrulha chegou ao local e prendeu o autor. Ele foi levado à 2° Delegacia de Polícia e autuado em flagrante por homicídio doloso, quando há a intenção de matar.

(Com informações da Rádio Caçula)

Felpuda


Acontecimentos policiais de grande repercussão deverão refletir seriamente na jornada de uns e de outros. Os cortes nos “tentáculos do polvo” os deixaram sem respaldo para enfrentar a maratona que há tempos participam, e com sucesso. Ao mesmo tempo que ficaram sem o aconchego financeiro, afastaram-se do abraço, até então muito amigo, preocupados com o ditado popular que afirma:  “Diga-me com quem andas e eu te direi quem és”.