BATAGUASSU

Mulher suspeita de traição e mata marido com facada nas costas

Mulher suspeita de traição e mata marido com facada nas costas
19/01/2014 08:30 - DA REDAÇÃO


Ao suspeitar que o marido Josemar Bogado da Silva, 32 anos, estava lhe traindo, Zilda dos Santos Barros, 30, o seguiu até um bar onde, depois de uma discussão, saíram para rua brigando até que ela o matou com um facada nas costas. O crime ocorreu na cidade de Bataguassu, no cruzamento da avenida Porto XV com a rua Brasilândia, às 20h de ontem.

Segundo o Boletim de Ocorrência, o marido da Zilda saiu de casa em companhia de um primo depois de pegar uma faca. Ele teria passado na casa de uma mulher antes de, conforme ela disse à polícia, tomar rumo ignorado.

Ela então pegou também uma faca decidiu segui-lo, de bicicleta, foi até um bar quando avistou o primo de Josemar na porta. Perguntou onde Josemar estava e este disse que ele se encontrava num dos quartos mantidos no estabelecimento.

Com ciúmes, a mulher foi abrindo as portas dos quartos e encontrou o marido no banheiro de um deles. Começaram a discutir e saíram para rua em luta corporal. Em dado momento, ela deu um golpe de faca nas costas de Josemar.

Segundo o BO, os policiais chegaram no local quando Zilda pedia socorro e tentava reanimar a vítima.

Ele não resistiu e morreu minutos depois. A mulher foi presa em flagrante.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".