Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Romance inusitado

Mulher se casa com homem que recebeu coração de ex-marido

17 FEV 13 - 00h:01Celso Bejarano

O coração tirado de um homem morto assassinado 14 anos atrás, em Campo Grande, transformou a vida de um comerciante que aguardava pelo transplante do órgão havia um ano e seis meses, impulsionou um romance inusitado e rompeu o tabu de que o paciente de órgão transplantado tem sobrevivência limitada e data quase certa para morrer.

O episódio em questão enriqueceria qualquer obra literária com o propósito de narrar uma história de superação, insistência pela vida e um raro caso de amor.

Celedino Vieira completaria 40 anos de idade quando conseguiu substituir seu coração doente por um sadio. O órgão foi tirado do peito de Adenilson de Souza Batista, então com 26 anos de idade e que havia sido morto a tiros.

O rapaz era casado com Leila de Oliveira Mendes, de 24 anos, com quem tinha dois filhos pequenos, Luan e Luana.

Um ano após o transplante, Vieira, já descasado da primeira mulher, quis conhecer a família do doador e, por “coincidência do destino”, segundo ele, casou-se com a viúva, assumiu as crianças e até hoje os dois dizem viver uma “eterna festa”.

Celedino é um dos 19 pacientes que, de 1993 para cá teve o coração transplantado na Santa da Capital. E um dos raros sobreviventes. “Da minha turma, de oito transplantados só eu vivo hoje”, disse.

Leia mais no jornal Correio do Estado

 

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Confira o seu astral para esta terça-feira
OSCAR QUIROGA

Confira o seu astral para esta terça-feira

CORREIO DO ESTADO

Confira o editorial desta terça-feira: "Sem a devida proporção"

ARTIGO

Fausto Matto Grosso: "O pacote Mais Brasil"

Engenheiro civil e professor aposentado da UFMS
OPINIÃO

Marco Aurélio Pitta: "Nova chance para os 'contribuintes legais'"

Profissional da área contábil e tributária

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião