Campo Grande - MS, sábado, 18 de agosto de 2018

FRONTEIRA

Mulher morre com 41 cápsulas de cocaína no estômago

10 ABR 2011Por Capital do Pantanal16h:39

A Força Especial de Luta Contra o Narcotráfico – FELCN - investiga o caso de uma mulher que foi levada por três pessoas na madrugada de quinta-feira, ao hospital de Puerto Suarez, na Bolívia, onde ela não resistiu e morreu.

Segundo informações do Comandante da Umopar de Puerto Quijarro, Ivan Zambrana, por volta das 11h30min da manhã, uma chamada telefônica foi recebida direto da Unidade de Homicídios da FELCN de Puerto Suarez, informando que existia uma pessoa morta no Hospital San Juan de Dios.

"Como a morte da mulher ainda era uma incógnita, foi realizada uma autopsia de costume, feita pelo médico forense Alexander Parada Galarza que confirmo que a mulher tinha falecido um pouco antes de ser levada ao hospital, pois ela tinha colocado 41 cápsulas ovais contendo cocaína líquida”, disse o comandante da Umopar.

Zambrana ainda informou que o fiscal Freddy Duran esteve no local e realizou o narcotest, “o exame para comprovar se realmente existia droga, narcotest, e ele deu positivo pesando 1.364 kg de cocaína" enfatizou lembrando que "junto com as vestimentas da mulher foi encontrado apenas um documento com o nome de Maria Elena Montero Jauregui, o que levou a polícia acreditar que ela tinha um visto de migração para o Brasil", informou.

Uma das três pessoas que levou a mulher identificou-se com o nome de Carlos Torrez Justininiano, e até o momentos ninguém foi reclamar pelo corpo que se encontra no hospital disse o informe.
 

Leia Também