Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

NOVA LIMA

Mulher mata marido e deixa bilhete: 'Cansei de apanhar'

Mulher mata marido e deixa bilhete: 'Cansei de apanhar'
18/02/2014 14:00 - TARYNE ZOTTINO E LAURA HOLSBACK


O artista plástico Edmilson Ramão da Silva, de 44 anos, foi assassinado a facadas ontem (17), e sua esposa, identificada apenas como Madnusa, deixou um bilhete confessando o crime. O crime aconteceu na residência onde o casal vivia, no residencial Silvestre III, Bairro Nova Lima, em Campo Grande.

De acordo com Polícia Civil, Madnusa telefonou para o celular da filha, de 15 anos, e pediu que ela fosse até o Mercadão Municipal pegar a chave da casa com um advogado e, depois, até o imóvel. Lá, segundo a mulher, a garota encontraria um homem morto. No local, a menina encontrou o padrasto morto, no corredor, com perfurações na cabeça, nos braços e no pescoço.

Em cima da mesa, a menor encontrou um caderno em que a mulher confessou ter cometido o crime. “Cansei de apanhar dele. Agi em legitima defesa. Era ele ou eu. Tenho um filho pequeno para criar que só tem a mim. Sinto muito”. O caso é investigado na 2ª Delegacia de Polícia.  No último domingo, José Milton Maciel, 41 anos, também foi morto a golpes de faca, pela esposa Gonçalina Rodrigues Canavarro, 37, no Bairro Campo Nobre. As duas mulheres estão foragidas.

Felpuda


Espalhar notícias ruins tornou-se muito mais rápido com o uso da tecnologia, e, além disso, não se trata mais de ações dos adversários. Isso é o que pôde ser visto ultimamente, quando a tchurminha do “aliado” tratou de deixar muita gente informada sobre o que a chamada "grande imprensa” tinha publicado, enviando notícias pelo WhatsApp e postando nas mídias sociais. E assim caminha a humanidade...