Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Mulher é suspeita de ser mandante de assassinato de executivo

3 ABR 09 - 19h:30
     

        A Polícia Civil de São Paulo prendeu nesta quinta-feira (2) a ex-mulher de um executivo morto a tiros por um motociclista no ano passado por suspeita de que ela tenha mandado assassiná-lo. O empresário Humberto de Campos Magalhães, 43, morreu no dia 4 de dezembro após ser baleado na Vila Leopoldina, na Zona Oeste. A polícia sempre tratou o caso como execução, pois nada foi roubado da vítima.
        
        Magalhães era diretor-executivo do grupo JBS Friboi, que tem 25 frigoríficos no Brasil, 35 no exterior e é considerada a maior produtora de carnes do mundo.  A prisão temporária da suspeita foi autorizada pela Justiça e feita pelo DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa). De acordo com o delegado Marcos Carneiro, a ex-mulher é a principal suspeita de participação no crime porque a vítima foi à Rua Alfenas, onde foi morta, após ter recebido um telefonema do celular de seu filho. A Justiça havia concedido à polícia a quebra do sigilo telefônico do executivo.

        Com informações do site G1
        
        

         

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Empresários defendem que preço precisa cobrir custos de transporte
PREÇO TABELADO

Preço mínimo do frete tem que cobrir custos de transporte

PF encontra meia tonelada de maconha em tanque de combustível
APREENSÃO

PF encontra meia tonelada
de maconha em tanque

Clientes de seguradoras podem ficar sem guincho neste feriado
MATO GROSSO DO SUL

Clientes de seguradoras podem ficar sem guincho neste feriado

ALTERAÇÕES

Bolsonaro promete novas regras para porte de armas de fogo

Detalhes sobre o decreto não foram divulgados

Mais Lidas