Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Mulher é presa após passar 1.068 trotes

Mulher é presa após passar 1.068 trotes
25/04/2012 10:55 - band


Com pouca coisa para fazer enquanto esperava um tratamento cardíaco, a cearense Damiana de Arruda Camargo, de 22 anos, arranjou uma distração: passar trotes no 190 da Polícia Militar.

Desde janeiro, quando saiu da cidade do Crato rumo a Campinas ao lado de sua mãe para se hospedar na casa da irmã, no Jardim Satélite Íris, foram 1.068 ligações.

Entretanto, nessa terça-feira Damiana foi descoberta. Em mais um trote denunciando um assalto, ela passou o endereço verdadeiro. A “ocorrência” foi atendida pelo soldado Daniel Morais que, chegando à residência, pediu a verificação do celular do qual havia originado a ligação.

Após a checagem, o DDD de Crato foi visto nas outras 1.067 ligações. A mulher foi presa e levada ao 11º DP, onde negou todas as acusações. “Nem sei o número da polícia”, repetia. Ela ficou detida por três horas e foi liberada depois de feito um Termo Circunstanciado.

A pena varia de um a seis meses de prisão ou cestas básicas. Caso a nova lei que passará a cobrar multa de R$ 1.239,35 por trote à polícia estivesse valendo, ela pagaria R$ 1,3 milhão ao Estado.

A mãe de Damiana disse que a filha não tem problemas mentais, apenas o do coração, que a trouxe a Campinas. O cunhado de Damiana se exaltou na delegacia. “Não posso acreditar no tanto de problema que veio junto com a família da minha mulher”, lamentou.

Felpuda


Ao que tudo indica, partido teria criado “racha” apenas visando jogar para a plateia, e, assim, quem estava com a corda toda anunciou que se prepara para o desembarque. Nos bastidores o que se ouve é que o tal fundo partidário seria o motivo da desavença e que quem nunca comeu mel quando come se lambuza. Só que não. A estratégia é continuar “dono” da atual legenda e “tomar a frente” de partido que está em fase embrionária. Tudo inspirado na “velha política”.