Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Mulher é declarada morta em hospital dois dias antes de sua morte

Mulher é declarada morta em hospital dois dias antes de sua morte
22/08/2009 13:00 -


     

 

A aposentada Maria José de Melo, de 84 anos, morreu no último domingo (16) no Hospital Miguel Couto, na Zona Sul do Rio. No entanto, dois dias antes, seu óbito já havia sido declarado por uma médica do hospital.

 

A denúncia chegou ao vereador Carlos Eduardo (PSB), da Comissão de Saúde da Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro. De acordo com o parlamentar, após o prontuário ser preenchido com o parecer de óbito, uma enfermeira percebeu que a paciente respirava sem a ajuda dos aparelhos.

 

"Pude ver que o prontuário foi rabiscado quando a equipe confirmou que a mulher estava viva. É a medicina do rabisco?, disse o vereador. Ele informou ainda que vai encaminhar a denúncia ao Ministério Público e voltará na próxima segunda-feira ao hospital para ter acesso ao prontuário original.

 

 

 

Com informações do G1

Felpuda


A continuar disparando tantas críticas ácidas contradizendo o seu partido, que em nível nacional ganhou até um ministério, político cá dessas bandas poderá ser colocado de escanteio e, se continuar nessa cruzada nada palatável para as lideranças, ser convidado gentilmente a “procurar o caminhão do qual caiu”, como se diz no popular. Os comentários são de que o dito-cujo age assim mais para ganhar holofotes. Esqueceu-se, pelo que se vê, que poderá ocorrer curto-circuito. Ui!