Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Mulher descobre no parto que eram quadrigêmeos, em vez de três

18 FEV 14 - 01h:00epocanegocios

Nasceram Kenleigh, Kristen e Kayleigh. Quando os pais Kimberly e Craig Fugate acreditavam que o parto acabara, o médico falou: "Há mais pés". Eram de Kelsey, a quarta menina, uma supresa.

As quadrigêmeas idênticas nasceram em uma cesareana no Centro Médico da Universidade de Mississippi, no Estados Unidos, no dia 8. Kimberly, de 42 anos, entrou em trabalho de parto na 28ª semana de gravidez. As bebês estão bem, ainda internadas na Unidade de Tratamento Intensivo Neonatal.

Segundo James Bofill, médico da paciente e professor da Universidade de Mississippi, as chances de uma gravidez espontânea de quadrigêmeos são de 1 em 729 mil. No caso de Kimberly, elas são menores ainda porque são gêmeas idênticas (univitelinas), o que quer dizer que se desenvolveram a partir de um mesmo óvulo fecundado por um espermatozoide.

Kimberly já havia ficado surpresa ao descobrir que estava grávida. Soube, então, que eram três. E, na hora do parto, mais uma surpresa.

Kenleigh Rosa foi a primeira a nascer, às 7h55, com 935 gramas. Kristen Sue veio em seguida, às 7h57, com was born at 7:57 weighing 1,020 quilo. Um minuto depois, nasceu Kayleigh Pearl, com 1,133 quilo. Por último, às 7h59, Kelsey Roxanne, com 1,077 quilo, segundo a CNN.

Os médicos estimam que as bebês fiquem internadas pelo menos até maio, quando se completará o tempo previsto para uma gravidez.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

CONVIDADO PARA PALESTRAR

Bretas barra viagem de Temer a Oxford

CORREIO DO ESTADO

Confira o editorial desta sexta-feira: "Normas para todos"

ARTIGO

Ângela Maria Costa: "A falácia da participação popular"

Integrante do Conselho Municipal de Educação
OPINIÃO

João Badari: "Concessão de aposentadoria poderá ficar mais difícil"

Advogado

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião