Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Mudanças nas versões

19 MAR 10 - 04h:15
A introdução do esperado motor 2.0 Dual VVTi Flex na linha Corolla provocou mudanças nas versões do veículo disponíveis para o consumidor. O novo propulsor equipará as duas versões mais caras do carro da Toyota, enquanto as versões de entrada continuam com o eficiente motor 1.8 VVTi Flex, que já provou sua robustez e é tido como um dos que tem menor índice de visitas aos mecânicos. A versão SE-G, que até então era a mais luxuosa do modelo, foi descontinuada e substituída pela Altis, que manteve o refinado padrão de acabamento e pacote generoso de equipamentos. Ela chega ao consumidor com os novos câmbio automático e motor por R$ 89.160. A grande aposta da Toyota está na versão XEi, que passa a ter exclusivamente transmissão automática e motor 2.0, a um preço de R$ 75.830. A expectativa dos executivos da marca japonesa é de que a metade dos Corollas vendidos neste ano seja desta versão. Nos outros integrantes da família Corolla não houve mudanças. O motor oferecido continua sendo o 1.8, e o consumidor segue podendo optar entre câmbio automático ou manual. Os preços partem de R$ 61.980, para o XLi manual, e vão até R$ 69.670 para o GLi automático. (EM)
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Jesus perde pênalti, Messi volta com gol e Argentina amplia o jejum do Brasil
AMISTOSO

Jesus perde pênalti, Messi volta com gol e Argentina derrota o Brasil

Assinantes de TV paga receberão alertas de desastres naturais em MS
A PARTIR DE SEGUNDA

Assinantes de TV paga receberão alertas de desastres naturais em MS

Apreensão de cocaína pela Receita bate recorde em 2019
QUASE 50 TONELADAS

Apreensão de cocaína pela Receita bate recorde em 2019

Botafogo e Fla são denunciados no STJD e correm risco de perder mandos de campo
FUTEBOL

Botafogo e Fla são denunciados no STJD e correm risco de perder mandos de campo

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião