Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

sexta, 22 de fevereiro de 2019 - 11h24min

MS terá uma das campanhas eleitorais mais caras do País

13 JUL 10 - 14h:53
Maria Matheus

Mato Grosso do Sul terá uma das campanhas mais caras do País. Os candidatos à sucessão estadual estimam gastar até R$ 21,63 por eleitor, o que leva o Estado ao 9º lugar no ranking nacional.
Os três candidatos que disputam o comando o executivo estadual — André Puccinelli (PMDB), José Orcírio dos Santos (PT) e Ney Braga (PSOL) — juntos, pretendem investir até R$ 36.250.000,00 na campanha eleitoral.
Puccinelli informou à Justiça Eleitoral que sua campanha custará no máximo R$ 20 milhões. Orcírio calcula investir até R$ 16 milhões. Ney Braga estima gastos de até R$ 250 mil.
O custo da campanha em Mato Grosso do Sul é proporcionalmente mais alto que em estados vizinhos, como o Paraná, onde os candidatos gastarão R$ 9,7 por eleitor; Minas Gerais (R$ 6,8) e Goiás (R$ 18,14). Em Mato Grosso, a campanha custará R$ 33,43 por eleitor, segundo levantamento do jornal O Estado de S. Paulo.
A estimativa dos gastos dos candidatos ao governo dos 26 estados e do Distrito Federal totalizam R$ 1,5 bilhão, conforme o Estadão. O valor supera em até três vezes e meia o teto de gastos dos presidenciáveis Dilma Rousseff (PT), José Serra (PSDB) e Marina Silva (PV). Eles calculam gastar até R$ 195,6 milhões.
A campanha mais cara em termos absolutos é a de São Paulo, R$ 195,6 milhões. Mas, ao se comparar o volume de gastos com o número de eleitores, o Estado vizinho terá uma das campanhas mais baratas, R$ 6,51.
Proporcionalmente, Roraima, o Estado menos populoso do País, terá a campanha mais dispendiosa, gastando até R$ 116,72 por eleitor. Os quatro candidatos que concorrem no Estado declararam à Justiça Eleitoral teto de gastos que somam R$ 30,5 milhões.
O Rio de Janeiro, por outro lado, terá a campanha mais barata, R$ 4,87 por eleitor.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Morador do Vila Alba reclama de cano estourado há mais de um mês

Reparos ainda não foram feitos no local
CAMPO GRANDE

Após cometer roubos no bairro Caiobá, homem morre em confronto com a PM

Ele tinha passagens por homicídio, tráfico de drogas e roubo
Em tratamento contra a dengue, menina precisa de doação de plaquetas
SOLIDARIEDADE

Menina precisa de doação de sangue e plaquetas

Smartphone tem diferença  de preço de até R$ 550 na Capital
PESQUISA

Smartphone tem diferença de preço de até R$ 550 na Capital

Mais Lidas