Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

LONDRES-2012

MS terá três atletas nas Paralimpíadas

MS terá três atletas nas Paralimpíadas
21/06/2012 08:20 - DA REDAÇÃO


A judoca campo-grandense Michelle Ferreira foi confirmada ontem na delegação brasileira de 182 atletas para os Jogos Paralímpicos de Londres, no próximo mês de agosto. O objetivo da atleta é de pelo menos repetir o pódio conquistado há quatro anos, em Pequim, quando obteve medalha de bronze. Os outros dois sul-mato-grossenses que estão  na lista divulgada ontem pelo Comitê Paralímpico Brasileiro são do futebol de 7: Marcos dos Santos Ferreira e Ronaldo de Almeida Souza.

A campo-grandense já prevê como será a disputa na capital inglesa. “No torneio que serviu como seletiva para as Paralimpíadas eu fiquei na quinta colocação, sendo a melhor de fora da Europa. Tenho que, sem dúvida, ser melhor que as quatro primeiras lutadoras da Europa, além de superar uma chinesa, que foi medalha de ouro em Pequim na categoria até 57 kg, e agora baixou para a minha categoria”, explica a judoca, que nos Jogos de Londres também representará o Instituto Sul-Mato-Grossense para Cegos Florisvaldo Vargas (Ismac).

No ano passado, Michelle Ferreira participou dos Jogos Parapan-Americanos de Guadalajara, venceu as duas lutas que disputou contra a norte-americana Cinthya Simon, e só não voltou com a medalha de ouro porque, por ter apenas dois participante, o resultado não constou no quadro de medalhas.

Futebol de 7
Os outros dois sul-mato-grossenses que estarão nas Paralimpíadas estão entre os 17 convocados da seleção de futebol de 7. Marcos dos Santos Ferreira representará o Centro Arco-Íris de Reabilitação Alternativa (Caira), enquanto Ronaldo de Almeida Souza, representará a Associação dos Despotistas Deficientes (ADD), ambas da Capital.

Felpuda


Partido está aos poucos montando a que vem sendo chamada de “chapa do quartel”, pois os pré-candidatos são oriundos da caserna. Há quem diga que os dirigentes da legenda ainda estão querendo pegar carona no “fenômeno Bolsonaro”, esquecendo-se que o presidente, embora vindo da área militar, está na política há 30 anos e o seu programa de governo agradou 57,7 milhões de eleitores. Dizem que tchurminha será obrigada a adicionar mais ingredientes no currículo, senão...