Campo Grande - MS, sábado, 18 de agosto de 2018

PONTES E ESTRADAS

MS terá R$ 30 milhões para recuperar estragos

12 ABR 2011Por da redação09h:50

O Ministério da Integração Nacional empenhou na noite de ontem (11) R$ 30 milhões para o Estado de Mato Grosso do Sul fazer a recuperação de estragos causados pelas enchentes e inundações do início deste ano. A solicitação do dinheiro foi um dos pedidos encaminhados diretamente pelo governador André Puccinelli para investimento na infraestrutura viária estadual prejudicada pelas chuvas. Na semana passada, foi feita a ordem bancária (etapa de transferência do dinheiro) de outros R$ 5 milhões, correspondentes à primeira solicitação, feita por André ao ministro Fernando Bezerra, em Campo Grande.

O valor desse segundo empenho, de R$ 30 milhões, corresponde a aproximadamente o que foi estimado nos levantamentos de danos para restaurar 37 pontes de madeira que ficaram destruídas pela força das águas. O coordenador estadual de Defesa Civil, coronel Ociel Ortiz Elias, que participa em Brasília de um seminário internacional sobre gestão de desastres, confirmou no MI a efetivação do empenho. 

O dinheiro será repassado ao governo do Estado, conforme nota de empenho da Secretaria Nacional de Defesa Civil (Sedec), órgão vinculado ao ministério. A aplicação dos recursos vai ser feita pelo governo em obras de reconstrução e implantação de estrutura danificadas, conforme plano de trabalho que acompanhou a solicitação dos recursos.

De acordo com a Secretaria Estadual de Obras Públicas e de Transportes (Seop), um primeiro levantamento no início de março realizado pelas 16 regionais apontou 27 pontes destruídas ou danificadas, mas após as chuvas que continuaram na segunda quinzena, outras tiveram estruturas comprometidas. Cada regional verificou os prejuízos nas pontes e nas estradas e enviou fotografias, relatórios e planilhas. Um levantamento que contém mapas de localização, o custo da recuperação, entre outros dados, sobre cada ponte, foi enviado à Defesa Civil estadual para compor o processo de solicitação dos recursos.

Do conjunto de pontes afetadas, quatro foram totalmente destruídas causando o isolamento de comunidades: a ponte sobre o rio Aquidauana no km 0,5 da MS-450, próximo ao Distrito de Piraputanga; a ponte sobre o rio Barreiro, no km 7 da MS-483, na região de Paranaíba; a ponte sobre o rio Coxim, no km 98,6 da MS-142, em Coxim e a ponte sobre o córrego Alegria, no km 21 da MS-423, também no município de Coxim. Nessas localidades, as comunidades tiveram que fazer desvios para chegar ao local de destino.

(atualizado para acréscimo de informações às 13 hs)








 

Leia Também