Campo Grande - MS, quinta, 16 de agosto de 2018

EMPREGOS

MS tem 560,7 mil trabalhadores com carteira assinada, aponta RAIS

12 MAI 2011Por ROSANA SIQUEIRA/EDIVALDO BITENCOURT08h:30

Mato Grosso do SuI registrou no ano passado a criação de nada menos que 37.282 novos empregos formais. O número representa aumento de 7,12% em relação a 2009. Com isso o estoque formal de empregos saltou de 523.507 para 560.789. O incremento foi puxado pelo setor de serviços que em 2010 passou a ser o maior empregador do Estado, superando a adminsitração pública. A oferta de empregos foi maior entre os trabalhadores com maior nível de escolaridade. O número de empregos com nível médio completo cresceu 12,93%, enquanto o quadro dos analfabetos encolheu 7,40%.
Os números constam na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) 2010, divulgada ontem pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). O levantamento mostra que o maior crescimento percentual foi da construção civil, com 21,53%, de 22,7 mil para 27,7 mil empregos. Em segundo lugar ficou o segmento de serviços, com alta de 10,58%, de 130,7 mil para 144 mil trabalhadores. Em números absolutos, com 13,7 mil vagas criadas, foi o que mais cresceu no Estado.
E com esta expansão, o setor passa a liderar o ranking de trabalhadores no Estado, superando a administração pública (que inclui todos os níveis e segmentos), com 133,9 mil pessoas. O poder público criou 3,2 mil vagas (2,45%). Ficou atrás do crescimento registrado pelo comércio, de 9,21% (de 98,3 mil para 107,4 mil), de 6,91% da indústria (de 75,8 mil para 81 mil), de 6,92% dos serviços de utilidade pública (2,8 mil para 3 mil) e de 4,18% da extrativista (1.818 para 1.894). Em último lugar ficou a agropecuária, com oscilação de 1,32%, de 60,8 mil para 61,7 mil empregados.

Leia Também