Campo Grande - MS, terça, 21 de agosto de 2018

Doações

MS recebe quase 50 toneladas de alimentos para municípios

17 MAR 2011Por Edição MS18h:39

Já estão chegando em Mato Grosso do Sul as duas mil cestas básicas liberadas pelo Ministério da Integração Nacional (MI) por meio da Secretaria Nacional de Defesa Civil, após pedidos feitos pelo governador André Puccinelli durante a visita do ministro Fernando Bezerra, na semana passada, em Campo Grande.

Cada kit alimentar pesa 24,3 quilos e contém arroz, feijão, farinha, óleo, açúcar, sardinha, rosquinha de coco, macarrão e leite em pó, atendendo uma família de cinco pessoas por aproximadamente 15 dias. Os alimentos estão no armazém da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) na cidade Rolândia, no Paraná. A Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec-MS) já enviou um primeiro caminhão para buscar as primeiras mil cestas básicas.

“Estas cestas básicas vão auxiliar os municípios que contam com famílias desalojadas e desabrigadas como aquelas que pediram o auxílio da Cedec, incluindo Aquidauana, Dois Irmãos do Buriti, Coxim e Anastácio”, explicou o coordenador estadual de Defesa Civil, coronel Ociel Ortiz Elias. Por determinação do governador André Puccinelli já foram enviadas cestas básicas e roupas para essas cidades, além de nove mil litros de água fornecida pela Sanesul ao município de Paranaíba.
 

De acordo com coordenador, o governador solicitou ao ministro da Integração Nacional cinco mil cestas básicas, além de kits-dormitório compostos por lençol, travesseiro, fronha, cobertor, mosquiteiro e toalha. Segundo o levantamento da Cedec-MS, 139.482 pessoas foram afetadas por causa das enchentes e inundações das chuvas das últimas semanas. Deste total, 2.559 estão desalojados e 505 desabrigados. Somente no município de Coxim, 1.300 pessoas estão desalojadas.

Além de cestas básicas e kit dormitório, o governador André Puccinelli solicitou ainda ao Ministério da Integração Nacional recursos na ordem de R$ 110 milhões para ações emergenciais como, por exemplo, recuperação de estradas e pontes que foram afetados pelas chuvas. O MI já empenhou R$ 5 milhões e o Estado aguarda a liberação destes recursos.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também