MS poderá fazer empréstimo no exterior para quitar dívida com a União

MS poderá fazer empréstimo no exterior para quitar dívida com a União
27/03/2008 20:48 -


     

Mato Grosso do Sul poderá recorrer a empréstimo no exterior para quitar a dívida de mais de R$ 6 bilhões com a União e ter folga em caixa para fazer investimentos. Vice-presidente do Banco do Brasil, Maguito Vilela disse que a proposta será apresentada ao Governo do Estado.

Pelo acordo, o Estado faria empréstimo para pagar a dívida com a União e o Banco do Brasil funcionaria como uma espécie de "garantidor". Caso o Estado atrase o pagamento das parcelas, o banco retém o repasse constitucional do Fundo de Participação do Estados (FPE) destinado a Mato Grosso do Sul e usa o dinheiro para pagar a dívida. O senador Delcídio do Amaral (PT), que se reuniu hoje em Brasília com Maguito e com o diretor do Banco do Brasil para a área de Governo, Sérgio Miranda, garantiu que vale a pena fazer um empréstimo externo para saldar a dívida. "A vantagem é que este empréstimo será feito com juros menores que aqueles pagos ao Tesouro Nacional e há o alongamento das parcelas. Isto vai aliviar as finanças de Mato Grosso do Sul, permitindo mais investimentos".

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".