Segunda, 19 de Fevereiro de 2018

REUNIÃO DO CDI

MS pode receber R$ 4,8 bi em investimentos

7 DEZ 2010Por Da Redação17h:44

O Conselho de Desenvolvimento Industrial do Estado de Mato Grosso do Sul (CDI/MS) realiza amanhã a última reunião deste ano. Em pauta a análise de 12 processos de concessão de benefícios fiscais em oito municípios, com geração de 2.087 novos empregos e investimentos de R$ 4,8 bilhões. A agenda acontece na Secretária de Desenvolvimento Agrário, Produção, Indústria, Comércio e Turismo (Seprotur), a partir das 14 horas.

Entre os processos a serem analisados na reunião 11 são para implantação com investimentos que somam R$ 4,8 bilhões e prevêem 2.080 novos empregos diretos. Há também um projeto para ampliação no valor de 874,4 mil e 7 novas vagas.

Os projetos em implantação devem atender os municípios de Campo Grande (3 projetos), Três Lagoas (3 projetos), Caarapó, Dourados, São Gabriel do Oeste, Eldorado e Rio Brilhante. O projeto em ampliação fica localizado no município de Coxim. Os pleitos previstos para Capital somam R$ 6,7 milhões (64 novos empregos) enquanto que o maior volume de investimentos deve acontecer em Três Lagoas, um total de R$ 4,7 bilhões (1.144 novos empregos).

O projeto de maior investimento é o da empresa Eldorado Celulose e Papel Ltda., em Três Lagoas. O empreendimento, que já se encontra e construção, prevê um investimento total de R$ 4.769.030.970,00. A capacidade de produção da unidade é de 1,5 milhão de toneladas de celulose branqueada/ano além da co-geração de 220 MW de energia/hora. Conforme o projeto de viabilidade econômica, a unidade irá gerar 1.059 empregos diretos e deve entrar em operação em meados de 2013.

Também merece destaque o pleito da empresa BSB Produtora de Equipamentos de Proteção Individual Ltda., no município de Eldorado. Destinado a fabricação de equipamentos e acessórios para segurança pessoal e profissional (roupas, aventais, luvas e calçados), a produção tem como matéria rima o couro bovino oriundo do Estado. Com investimento de R$ 22,7 milhões a unidade deve gerar 702 empregos diretos.

Os demais empreendimentos envolvem atividades industriais nas áreas de pré-moldados, fertilizantes, têxtil e fiação, embalagens plásticas, metalúrgica, produção de biocombustível, entre outros.

Leia Também