Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CIDADES

MS já registra mais adoções de crianças do que em 2009

MS já registra mais adoções de crianças do que em 2009
26/05/2010 08:38 -


Silvia Tada

Mato Grosso do Sul registra, neste ano, aumento nas adoções. Onze crianças foram adotadas nos primeiros cinco meses de 2010, enquanto em 2009 foram oito menores que ganharam nova família, conforme dados do Cadastro Nacional de Adoção, se comparados os dados mês a mês. No Brasil, o número de processos concretizados, de janeiro a maio, chega a 72 — quase o total alcançado durante o ano anterior, que foi de 90. Os estados com maior número de adoções, em 2010, são o Rio Grande do Sul e São Paulo, com 27 e 14 casos, respectivamente.
Apesar de a nova Lei da Adoção, que entrou em vigor no fim do ano passado, prever que o tempo máximo de permanência de crianças nos abrigos deve ser de dois anos, na prática a medida não funciona. Na análise do desembargador do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul Joenildo de Sousa Chaves, que é presidente da Associação Brasileira dos Magistrados da Infância e da Juventude (Abraminj), a legislação “não trouxe grandes e significativas mudanças” e poderia avançar mais.
“Existem leis maravilhosas, mas não dá condições para executá-la. Vencido o prazo de dois anos, a criança terá de permanecer nos abrigos, pois não há como tirá-las do local”, afirmou o desembargador, durante o lançamento do XV Encontro Nacional de Adoção (Enapa), que acontece de 3 a 5 de junho, em Campo Grande.
Durante o Enapa, os organizadores pretendem esclarecer à sociedade que adotar é um ato de amor e desmitificar que a criança em abrigo cometeu algum crime.

Felpuda


Prefeitura de município do interior de MS recebeu recomendação do Ministério Público do Estado no sentido de exonerar servidores comissionados, livres do cartão de ponto, que são parentes de secretários da administração e de vereadores. O nepotismo se tornou um excelente “negócio” por lá, e se até o dia 6 de agosto as devidas providências não forem tomadas, medidas serão adotadas, como ação por improbidade administrativa. Tem gente que não aprende mesmo, né?