Sábado, 23 de Junho de 2018

MS é o 6º estado do País em assassinatos de mulheres, diz pesquisa

6 JUL 2010Por 07h:52
bruno grubertt

Em dez anos, 5,6 mulheres — para cada grupo de 100 mil habitantes — foram assassinadas em Mato Grosso do Sul. Esse índice coloca o Estado em 6º lugar no ranking das unidades com mais assassinatos que vitimam mulheres, entre 1997 e 2007. Já na lista dos municípios, Amambai, município sul-mato-grossense que faz fronteira com o Paraguai, fica em 9º lugar, com 15 homicídios em cada 100 mil habitantes.
Os dados são do levantamento feito pelo Instituto Zangari com base nos relatórios anuais de óbitos fornecidos pelo banco de dados do Sistema Único de Saúde (Datasus). O Mapa da Violência no Brasil foi divulgado em março deste ano e o recorte com as informações sobre os assassinatos de mulheres por município ainda não divulgado pelo instituto, foi publicado domingo pelo jornal O Estado de São Paulo.
De acordo com os números, em dez anos, dez mulheres foram assassinadas por dia no Brasil. Entre 1997 e 2007, 41.532 mulheres morreram vítimas de homicídios. O número é bem menor do que o que é registrado entre os homens. Em Mato Grosso do Sul, por exemplo, enquanto 5,6 mulheres em cada 100 mil são assassinadas, entre os homens o número chegou a 54,3.
O titular da Delegacia de Polícia Civil de Amambai, delegado Marcius Geraldo Santos Cordeiro, disse estar surpreso com os dados do relatório. Isso porque nos quatro anos que trabalha na cidade, disse não ter investigado um número significativo de assassinatos que tinham mulheres como vítimas. “Os casos aqui acontecem mais com o sexo masculino, envolvendo drogas ou rixas antigas”, afirmou o delegado.
Marcius afirmou ainda que, apesar de o município fazer fronteira com o Paraguai e ter registros constantes de tráfico de drogas, o índice de violência está dentro de um padrão aceitável. Segundo ele, no ano passado aconteceram cerca de sete homicídios, sendo que nenhum deles teve mulher como vítima.

Leia Também