Campo Grande - MS, terça, 14 de agosto de 2018

APERTO

MS corre risco de não cumprir metas de gastos e receitas

29 ABR 2011Por Edivaldo Bitencourt00h:00

Mato Grosso do Sul corre risco de não cumprir três metas, principalmente do gasto com pessoal, do Programa de Reestruturação e Ajuste Fiscal (PAF), determinada pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN), que poderá acarretar em multa de até R$ 47 milhões e ficar sem repasses federais, que representam em torno de R$ 120 milhões por mês. Para se adequar aos limites previstos para este ano, após a quebra na safra agrícola por causa das chuvas, o Governo estadual decidiu reduzir o custeio em 10% e ainda suspendeu todos os patrocínios não governamentais não programados.

 

Leia mais no jornal Correio do Estado

Leia Também