Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

MS contabiliza prejuízos causados pelo apagão

MS contabiliza prejuízos causados pelo apagão
11/11/2009 12:00 -


     

Após o apagão de ontem à noite, o maior problema está acontecendo hoje (11) com a falta de água. Um dos reservatórios que abastece a cidade, o Guariroba, ficou sem energia para bombear o produto, das 21h30 às 3h30h. O nível desceu ao máximo, deixando 50% dos usuários sem água. Segundo a empresa Águas Guariroba, a situação voltará ao normal amanhã (12). Das 78 cidades de Mato Grosso do Sul, 70 ficaram sem energia elétrica. Costa Rica, Naviraí e Itaquiraí possuem sistema de abastecimento fora de Itaipu, e as demais têm gerador elétrico. Ainda não foram apurados os prejuízos provocados pelo apagão, porém o setor mais prejudicado foi o industrial, segundo a Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul.

O presidente da entidade, Sérgio Longen, disse que ?de 60% a 70% de nossas indústrias operam 24 horas. A minha empresa teve prejuízo porque as máquinas perdem temperatura e para ter parâmetro tem que aquecê-las novamente, processo que leva praticamente uma hora e meia?.

 

Felpuda


Considerados “traíras” por terem abandonado o barco diante dos indícios da chegada da borrasca à antiga liderança, alguns pré-candidatos terão de se esforçar para escapar da, digamos assim, vingança, velha conhecida da dita figurinha. Dizem por aí que há promessas nesse sentido, para que os resultados dos “vira-casacas” nas urnas sejam pífios. Sabe aquela velha máxima: “Pisa. Mas, quando eu levantar, corre!” Pois é...