Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

MS conta com 8,5 mil empreendedores individuais

3 AGO 10 - 15h:00
     

                                O número de empreendedores individuais chega a 8,5 mil registros em Mato Grosso do Sul, de fevereiro a julho deste ano. A maior parte está concentrada em Campo Grande, capital do Estado, com mais de 5 mil novos empreendedores. No interior o município que mais se destaca em comparação ao número de habitantes é Porto Murtinho, com 152 registros ao longo dos cinco meses.

                                A quantidade significativa de empreendedores individuais registrada pela Junta Comercial de Mato Grosso do Sul (Jucems) é atribuída à facilidade de registro e simplificação no pagamento de tributos. ?O fato de pagar menos imposto fez com que muitos pequenos empresários migrassem para empreendedores individuais?, explica o presidente da Jucems, Wagner Bertoli.

                                A modalidade é voltada às pessoas que trabalham por conta própria e querem se legalizar como pequenos empresários. O empreendedor individual deve ter renda anual de até R$ 36 mil, não ter participação como sócio ou titular em outra empresa e ainda permite a contratação de um empregado que receba um salário mínimo ou o piso da categoria.

                                Com a formalização, o trabalhador tem acesso a benefícios como auxílio-maternidade, auxílio-doença e aposentadoria, além de obter registro no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ), o que facilita a abertura de conta bancária, pedido de empréstimos e a emissão de notas fiscais. O empreendedor individual também pode ser enquadrado no Simples Nacional e ser isento dos tributos federais (Imposto de Renda, PIS, Cofins, IPI e CSLL).

                                A contribuição para esta modalidade é o valor fixo mensal de R$ 57,10 para os que trabalham com comércio ou indústria e R$ 62,10 para prestação de serviços, que incluem o recolhimento à Previdência Social, Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) ou Imposto Sobre Serviços (ISS). Os valores são atualizados anualmente, de acordo com o salário mínimo.

                                Os outros municípios com maior número de registros de empreendedores individuais no Estado são Dourados com 351, Corumbá 199, Três Lagoas 185, Ponta Porã 144 e Naviraí 110.

                                O levantamento da Jucems também destaca que o número de empresas constituídas até julho, ao todo 711, manteve o patamar apresentado em mesmo período nos dois últimos anos, mas já ultrapassa a metade do total de 2009. Nos seis primeiros meses deste ano foram abertas mais de 4,5 mil empresas, o que representa 58% do total de 2009 e quase 70% em comparação a 2007.

                                A política de diversificação da base econômica adotada pela administração estadual e qualificação da mão-de-obra proporcionou desenvolvimento dos vários setores da economia. Em Mato Grosso do Sul existem atualmente perto de 100 mil empresas ativas.
                                 
                                 

                                 

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Congresso aprova crédito para Petrobras e viabiliza leilão do pré-sal

Flamengo dá baile em Maracanã lotado e Grêmio dança
GOLEADA

Flamengo dá baile no Maracanã e Grêmio dança

FILHO DO PRESIDENTE

Eduardo Bolsonaro desiste, e Forster é cotado para embaixada

Eduardo não conseguiu convencer senadores a apoiarem seu nome
MUDANÇAS

Comissão da reforma dos militares suspende sessão pela 2ª vez para buscar acordo

Há reclamação por parte de parlamentares e de policiais

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião