Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

MPF vai pedir o afastamento da governadora do RS

5 AGO 09 - 16h:42
     

        O Ministério Público Federal anunciou hoje que vai mover ação de improbidade administrativa contra a governadora do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius (PSDB); seu marido, Carlos Crusius; a assessora do governo estadual Walna Menezes; o ex-secretário-geral de governo Delson Martini; o deputado federal José Otávio Germano (PP); os deputados estaduais Luiz Fernando Zachia (PMDB) e Frederico Antunes (PP); o presidente do Tribunal de Contas do Estado, João Luiz Vargas; e o tesoureiro da campanha do PSDB ao governo do Estado em 2006, Rubens Bordini. A ação vai propor o afastamento temporário dos agentes públicos enquanto durar o processo e a perda dos cargos no julgamento. Também pedirá o bloqueio de bens ou valores que os acusados tenham auferido ilicitamente e seu ressarcimento aos cofres públicos.Os promotores que compõem a força-tarefa que investiga desdobramentos da fraude que apurou desvios de R$ 44 milhões do Detran no final de 2007 não detalharam as acusações que farão contra a governadora e as outras pessoas relacionadas na ação alegando que há impedimentos legais para isso.

        Com informações do Estadão

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Bairro Guanandi recebe mutirão contra dengue neste fim de semana
EPIDEMIA

Guanandi terá mutirão contra dengue no fim de semana

Universidade ajuda contribuintes na declaração do IR
ECONOMIA

Universidade ajuda na declaração do IR 2019

Pai é condenado a 5 anos de prisão por matar filho a pauladas
RECURSO

Pai é condenado a 5 anos por matar filho a pauladas

Prefeitura gasta em média <br>R$ 3 milhões com tapa-buraco
CAMPO GRANDE

Prefeitura gasta em média
R$ 3 milhões com tapa-buraco

Mais Lidas