MPF quer aumento de servidores da Receita em Ponta Porã

MPF quer aumento de servidores da Receita em Ponta Porã
23/06/2010 16:34 -


     

        Da Redação

         

 O Ministério Público Federal em Mato Grosso do Sul (MPF/MS) ajuizou ação civil pública para que a União seja condenada a aumentar o número de servidores da Receita Federal em Ponta Porã, município que faz fronteira com o Paraguai. Para o MPF/MS "a carência de servidores na unidade faz com que a fiscalização seja realizada de maneira precária".

 Na ação judicial, o Ministério Público requer a lotação ou transferência de cinco auditores-fiscais para a Inspetoria de Ponta Porã. O objetivo é que, somados aos cargos já assegurados por concurso com os servidores atualmente em exercício, sejam 15 os auditores-fiscais na região.

 O MPF busca, também, a lotação ou transferência de oito analistas-tributários para o município, além dos sete assegurados pelo concurso atual. A inspetoria da fronteira com o Paraguai passaria, então, a contar com 20 analistas, somados aos já em exercício.

Na ação, o MPF pede também a incidência de multa diária no valor de mil reais pelo descumprimento de decisão judicial.

 

(Fonte: MPF)

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".