Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

sexta, 22 de fevereiro de 2019 - 17h34min

MPF quer a suspensão do Programa Nacional de Segurança Pública em MS

5 NOV 09 - 13h:52
     

O Ministério Público Federal (MPF) em Dourados (MS), recomendou, hoje,  ao secretário-executivo do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci), Ronaldo Teixeira da Silva, a suspensão do repasse de recursos federais do programa para o governo de Mato Grosso do Sul. O órgão alega que o governo estadual descumpriu as diretrizes e não atendeu os focos prioritários dos programas, projetos e ações estabelecidos como critérios para adesão ao programa, principalmente quanto ao atendimento às comunidades indígenas.

Cita como exemplo que apenas nas aldeias Jaguapiru e Bororó, situadas em Dourados, região sul do Estado, a taxa de homicídios ?é de 145 por cem mil habitantes, seis vezes maior que a média nacional?. Para o MPF, somente esses dados demonstram a omissão do governo estadual na garantia de segurança pública a essas populações. A recomendação deve ser respondida em cinco dias, a partir de seu recebimento. Se não for acatada, o MPF poderá adotar providências administrativas e judiciais para fazer valer o bloqueio dos recursos.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

OAB critica
INTERNAÇÃO COMPULSÓRIA

OAB critica "higienização social" proposta por lojistas

Sobrecarga e falta de insumos obrigam transferência de pacientes de HR e HU
URGÊNCIA E EMERGÊNCIA

Sobrecarga e falta de insumos obrigam transferência de pacientes de HR e HU

Fogo em circo pode ter começado  por problemas na fiação elétrica
JARDIM LOS ANGELES

Fogo em circo pode ter começado por problemas na fiação elétrica

Bandeira tarifária da conta de luz continua verde em março
ENERGIA

Bandeira tarifária da conta de luz continua verde em março

Mais Lidas