Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

MPF instaura inquérito para apurar denúncias de índios contra a Funai

MPF instaura inquérito para apurar denúncias de índios contra a Funai
25/11/2009 16:00 -


     

                O Ministério Público Federal (MPF) em Corumbá instaurou inquérito civil para acompanhar o atendimento às demandas e o respeito aos direitos da etnia guató, instalada na aldeia Uberaba. A Procuradoria da República em Corumbá recebeu relato de descaso e abandono da aldeia por parte da Fundação Nacional do Índio (Funai) e Fundação Nacional de Saúde (Funasa).

Em depoimento, indígenas afirmaram que, no mês de outubro, três crianças morreram. A comunidade afirma que a causa das mortes é a "ausência quase absoluta de médicos na aldeia", que tem cerca de cem crianças. Outra queixa é quanto à falta de salas de aula na escola da aldeia. Atualmente, duas classes funcionam nos corredores do prédio. Em 2010, caso o problema não seja resolvido, serão três classes na mesma condição. O MPF deu prazo de 15 dias para que a Funai se manifeste a respeito das mortes ocorridas em outubro. A prefeitura de Corumbá deverá esclarecer ainda qual a destinação que deu às verbas que o município recebeu da Funasa para "incentivo de atenção básica dos povos indígenas".

 

Felpuda


Vêm aumentando que só os disparos de segmentos diversos contra cabecinha coroada que, até então, acreditava voar em céu de brigadeiro. O novo coronavírus chegou, ganhou espaço, continua avançando e atualmente tem sido o melhor cabo eleitoral dos adversários. A continuar assim, sem ações mais eficazes, o estrago político poderá ser grande. Observadores mais atentos têm dito que o momento não é de viver o conto da “Bela Adormecida”. Só!