Campo Grande - MS, terça, 14 de agosto de 2018

R$ 1 MILHÃO

MPE/MS quer caçadores pagando indenização

14 MAI 2011Por DA REDAÇÃO00h:00

A Promotoria de Justiça do Meio Ambiente de Aquidauana ajuizou no dia 12, ação civil pública com pedido de indenização por danos ambientais contra os caçadores e patrocinadores de caçada de animais silvestres na Fazenda Santa Emília (Pousada Araraúna), antigo Centro de Pesquisa da Uniderp.

A ação, assinada pelo promotor de Justiça Eduardo Cândia, pede a condenação do proprietário e do possuidor direto da fazenda em, pelo menos, R$ 1 milhão e, pelo menos, R$ 200 mil aos demais participantes da caçada.

Além do pedido de indenização por danos ambientais irreversíveis, a promotoria formulou pedido de indenização por danos extrapatrimoniais (moral coletivo), bem como danos punitivos. Segundo o promotor Eduardo Cândia, a denúncia pleiteando a responsabilização penal dos caçadores foi apresentada à Justiça há uma semana.

Leia Também