CAMPO GRANDE

MPE vai à Justiça contra mudança na Afonso Pena

MPE vai à Justiça contra mudança na Afonso Pena
30/06/2012 00:00 - MARIA MATHEUS


A 26ª Promotoria de Meio Ambiente da Capital propôs ação civil pública com pedido de liminar, solicitando o tombamento judicial do canteiro central da Avenida Afonso Pena. A Prefeitura de Campo Grande estuda reduzir em 1,5 metro o canteiro em alguns trechos da via para implantar corredor de Transporte Coletivo. Caso o Poder Judiciário acolha o pedido do Ministério Público Estadual (MPE), nenhuma alteração poderá ser feita nos canteiros ao longo dos 7,5 quilômetros da via, desde a Praça Newton Cavalcanti até a Avenida do Poeta, no Parque dos Poderes.

Desde 2009, tramita na Fundação de Cultura do Município (Fundac) o processo administrativo para o tombamento da Avenida Afonso Pena, a pedido do MPE. O processo está parado e não tem prazo para conclusão. Relatório do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Planurb) concluiu que o canteiro de toda avenida deveria ser tombado. No entanto, comissão de peritos da prefeitura acredita que apenas algumas árvores centenárias e alguns trechos de importância histórica cultural deveriam ser preservados.

Leia mais no jornal Correio do Estado.
 

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".