Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

MPE denuncia 4 pessoas em por envolvimento no esquema das CNHs

30 JUL 08 - 15h:00
     

 

 

A promotora Ester Souza de Oliveira e o promotor Luiz Alberto Safraider, do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado da Unidade Integrada de Combate às Organizações Criminosas, encaminharam nesta quarta-feira (30) à Vara Criminal Residual da Comarca de Campo Grande e de Sidrolândia, denúncias contra quatro pessoas acusadas de fraudar o sistema de emissão de carteiras de motorista.
        
        Dois dos acusados agiam junto ao Detran de Mato Grosso do Sul e outras duas pessoas tinham participação na máfia das CNHs que atuava em Ferraz de Vasconcelos, no interior de São Paulo. O esquema facilitava a venda de carteiras de motorista sem que os interessados precisassem passar pelos testes e exames exigidos por lei.


        Foram denunciados à Vara Criminal Residual de Sidrolândia Gentil Ferreira da Silva e Henrique Moreira Holland, acusados de falsidade ideológica e formação quadrilha. Na Vara Residual Criminal de Campo Grande, foram denunciados por tráfico de influência e corrupção passiva Bento Lescano de Souza, instrutor de trânsito em Campo Grande, e Jairo de Matos Guedes, examinador do Detran de MS.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

MERCADO FINANCEIRO

Dólar chega a superar R$ 4,22 com tensão regional, mas cede e fecha em baixa

Testemunhas são multadas por faltarem a júri de acusado de matar esposa
CAMPO GRANDE

Testemunhas são multadas por faltarem a júri de acusado de matar esposa

Por R$ 2 milhões, empresa vai reformar três terminais de Campo Grande
CONCORRÊNCIA PÚBLICA

Por R$ 2 milhões, empresa vai reformar três terminais de Campo Grande

Três dias de aventuras  pelo Pantanal de MS
Experiência Jeep

Confira as máquinas Jeep pelo Pantanal

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião