Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

domingo, 17 de fevereiro de 2019 - 13h04min

MPB embala a noite de hoje no Festival de Bonito

31 JUL 10 - 16h:35
OSCAR ROCHA

A cantora Maria Gadú, que encerra hoje a parte nacional do 11º Festival de Inverno de Bonito, está próxima de entrar no clube dos principais nomes da MPB. Na última quinta-feira, ela gravou o primeiro DVD, em São Paulo, que será lançado em breve dentro dos projetos ao vivo do canal Multishow.
Seu nome começou a chamar atenção há cerca de um ano meio, quando uma das suas interpretações foi incluída na trilha sonora da minissérie “Maysa”. Após essa estreia nacional, a fama cresceu e a cantora incluiu outras canções em novelas da Rede Globo – a gravadora que a lançou é a Som Livre.
Atualmente, pode ser ouvida na regravação de “Rapte-me camaleoa”, de Caetano Veloso, que faz parte de “Ti ti ti”. Por sinal, o músico baiano, junto com Milton Nascimento, foi o primeiro a elogiar a atuação da artista dentro do cenário artístico.
O show em Bonito deverá ser marcado pela reinterpretação de “A história de Lily Braun”, de Chico Buarque e Edu Lobo, que fez parte da trilha sonora de “Cinquentinha”, minissérie de Aguinaldo Silva, e “Laterna dos afogados”, de Herbert Vianna, que registrou no DVD.
Antes, às 19h, mais música no festival. No palco Fala Bonito, se apresentam o cantor local Thiago Perez e os cariocas Paulinho Moska e  Bangalafumenga. Thiago, que já lançou CD, mostra as suas composições. Moska traz seu novo show para o evento, que divulga o álbum duplo, “Muito pouco”, lançado recentemente. Sem lançar CD com inéditas há seis anos, Paulinho destaca canções marcadas por arranjos delicados e mais intensos, com influência, em alguns momentos, do pop latino. Será acompanhado por  baterista, tecladista e baixista. O roteiro incluirá  as novas canções e os antigos sucessos.
Depois dele, é a vez do Bangalafumenga. O grupo teve início como bloco de carnaval e tem como articulador o compositor e cantor Rodrigo Maranhão, que tem composições gravadas por Marcelo D2, Adriana Calcanhoto e Maria Rita. O samba e o funk dão as cartas na sonoridade. A ideia é fazer todos pularem.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Crianças são encontradas mortas em desabamentos após temporal
INTERIOR SP

Crianças são encontradas mortas em desabamentos após temporal

PREÇOS DOS COMBUSTÍVEIS

Após três quedas seguidas, gasolina volta a subir em Campo Grande

Etanol apresentou redução e diesel ficou estável, segundo ANP
Candidatos chegam mais cedo por preocupação com mudança no horário
CONCURSO PÚBLICO

Candidatos chegam mais cedo por preocupação com horário

Em janeiro, 490 empresas foram abertas em Mato Grosso do Sul
ECONOMIA REGIONAL

Em janeiro, 490 empresas foram abertas em Mato Grosso do Sul

Mais Lidas