Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

MP investiga ex-prefeito por convocação de servidores

23 JAN 09 - 23h:24
     

Maria Matheus

 

O Ministério Público Estadual está investigando eventuais irregularidades na convocação de 122 servidores concursados pelo ex-prefeito de Água Clara, Ésio Vicente de Matos (PR), nos meses de junho, julho, outubro e novembro de 2004, último ano de mandato do republicano. Ésio também foi acusado de aumentar em R$ 24,5 mil o valor de um contrato para construção de casas populares sem ter deixado o dinheiro em caixa para o sucessor, o que desrespeita a Lei de Responsabilidade Fiscal. Ele nega as acusações e diz que se tratam de vingança do atual prefeito, Edvaldo Alvez de Queiroz - o Tupete (PDT), em respostas a denúncias que teria feito contra o pedetista.

 

        A procuradoria jurídica de Água Clara acusa o significativo aumento de despesas no última ano de mandato de Ésio Vicente, e entre elas, o gasto com folha de pagamento. A pedido da procuradoria jurídica do município, o Ministério Público fez uma investigação preliminar e, no início de dezembrou, instaurou inquérito civil. A publicação tornando oficial o inquérito saiu no Diário Oficial da Justiça, no dia 14 de janeiro.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Raquel Dodge apela a Toffoli contra suspensão de investigações com dados do Coaf

CONTAS ATIVAS E INATIVAS

'Todo ano vai ter', diz Guedes sobre liberação de saques do FGTS

OPERAÇÃO SPOOFING

PF detém quatro suspeitos de invadir telefone de Sergio Moro

Ônibus escolar que saiu de MS é apreendido com maconha no PR
QUASE UMA TONELADA

Ônibus escolar que saiu de MS é apreendido com maconha

Mais Lidas