Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande

Movimento no aeroporto cai pela
1ª vez em 10 anos

2 FEV 14 - 00h:00DA REDAÇÃO

Depois de 10 anos acumulando aumento no número de passageiros, o Aeroporto Internacional de Campo Grande sofreu um esvaziamento em 2013.

Reportagem do jornal Correio do Estado mostra que, de 2012 para 2013, mais de 150 mil passageiros deixaram de passar pelo aeroporto da Capital, que, neste mesmo período, recebeu investimentos milionários da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero).

Dados da Superintendência de Desenvolvimento Aeroportuário da Infraero mostram que, ao longo de 2013, embarcaram e desembarcaram 1.496.288 passageiros no aeroporto de Campo Grande, administrado pela empresa pública. No ano anterior, haviam passado pela Capital 1.655.073 passageiros. A redução foi de quase 10%, o equivalente a 158 mil passageiros.

Para a presidente da Associação Brasileira de Agentes de Viagem em Mato Grosso do Sul (Abav-MS), Cristina Albuquerque, a redução no número de voos é a principal responsável pela diminuição dos passageiros no Aeroporto Internacional de Campo Grande. “A gente teve muito cancelamento de rotas no ano passado. Isso foi ocasionado pela redução de custo imposta pelas companhias aéreas e pelo dólar alto também. As companhias aéreas fizerm muitos cortes e o câmbio aumentou consideravelmente”, diz.

A matéria é assinada por Patrícia Belarmino. 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

DEFICIT

Diferença entre importações e exportações fica em US$ 552 milhões

Balança comercial registrou déficit na segunda semana do mês
PETROBRAS ANALISA REVISÃO

Preço do petróleo no Brasil não irá aumentar no curto prazo

Felipe Neto sofre ameaças e tira a mãe do Brasil
APÓS BIENAL

Felipe Neto sofre ameaças e tira a mãe do Brasil

SAQUE IMEDIATO

Caixa credita quase R$ 5 bilhões para pagamento do FGTS

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião