Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CAMPO GRANDE

Movimento no aeroporto cai pela <br>1ª vez em 10 anos

Movimento no aeroporto cai pela <br>1ª vez em 10 anos
02/02/2014 00:00 - DA REDAÇÃO


Depois de 10 anos acumulando aumento no número de passageiros, o Aeroporto Internacional de Campo Grande sofreu um esvaziamento em 2013.

Reportagem do jornal Correio do Estado mostra que, de 2012 para 2013, mais de 150 mil passageiros deixaram de passar pelo aeroporto da Capital, que, neste mesmo período, recebeu investimentos milionários da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero).

Dados da Superintendência de Desenvolvimento Aeroportuário da Infraero mostram que, ao longo de 2013, embarcaram e desembarcaram 1.496.288 passageiros no aeroporto de Campo Grande, administrado pela empresa pública. No ano anterior, haviam passado pela Capital 1.655.073 passageiros. A redução foi de quase 10%, o equivalente a 158 mil passageiros.

Para a presidente da Associação Brasileira de Agentes de Viagem em Mato Grosso do Sul (Abav-MS), Cristina Albuquerque, a redução no número de voos é a principal responsável pela diminuição dos passageiros no Aeroporto Internacional de Campo Grande. “A gente teve muito cancelamento de rotas no ano passado. Isso foi ocasionado pela redução de custo imposta pelas companhias aéreas e pelo dólar alto também. As companhias aéreas fizerm muitos cortes e o câmbio aumentou consideravelmente”, diz.

A matéria é assinada por Patrícia Belarmino. 

Felpuda


O desgaste de antigas lideranças nacionais, com reflexo em nível local, é a maior preocupação dos dirigentes de partidos para as eleições deste ano, que terá reflexo em 2022. Em épocas passadas, essas figurinhas cruzavam os céus do País para visitarem os municípios e pedirem que a população votasse em seus ungidos. Agora, com pendências judiciais e poder enfraquecido, dificilmente seriam convidadas. A pandemia, que resultou no isolamento social, foi a pá de cal.