Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Motos elétricas devem ser registradas no Detran

8 JUL 10 - 12h:30
     

A partir de hoje, os proprietários de motos elétricas de Campo Grande deverão registrar o veículo no Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MS). O registro é possível por causa de um convênio assinado entre Detran e Agetran, para regularizar o registro de ciclomotores.

Para registrar o veículo ciclomotor, os proprietários deverão procurar o Detran-MS com os seguintes documentos: nota fiscal do veículo, documento de identificação e comprovante de residência do proprietário. Nos casos da moto elétrica, os proprietários terão que verificar se o veículo possui pré-cadastro no Registro Nacional de Veículos (Renavam). "Algumas motos elétricas foram importadas como brinquedos e nesse caso não há como fazer o registro como veículo", explica o diretor-executivo do Detran-MS, Francisco Libório Silveira.

Além da exigência do registro do veículo, o condutor da moto elétrica deve ser habilitado na categoria "A" ou possui uma Autorização para Conduzir Ciclomotor (ACC), que também é expedida pelo Detran-MS. Para ambas, o condutor deverá ter mais de 18 anos, saber ler e escrever, possuir Identidade, além de ser aprovado nos exames de aptidão física, mental, psicológica e avaliação escrita e prática do conteúdo do Curso de Formação de Condutores.

Em caso de dúvidas, os usuários podem ligar para 154 para capital, (67) 3368-0500.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Desembargador do TRE-MG proíbe novos inquéritos contra ministro do Turismo

BRASIL

Governo quer criar ou extinguir órgãos sem precisar de aval do Congresso

Coxa de frango empanada com ervas feita no forno
RECEITA

Coxa de frango empanada com ervas feita no forno

BRASIL

Deputados bolsonaristas pedem que Eduardo Bolsonaro substitua Delegado Waldir

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião