domingo, 15 de julho de 2018

DEFICIÊNCIAS

Motoristas enfrentam filas para vistorias no Detran

7 OUT 2010Por DANIELLA ARRUDA02h:31



Motoristas estão enfrentando uma hora de espera, longas filas e pátio lotado no Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul (Detran/MS) em Campo Grande, situado na saída para Rochedo, para poder ter veículos vistoriados pelo órgão. A demora está relacionada ao aumento da demanda, por causa da facilidade do mercado para adquirir carros zero quilômetro, mas também à carência momentânea de servidores justo no último trimestre do fim do ano, quando tradicionalmente cresce a procura pelo serviço.
Conforme informações da assessoria de imprensa do Detran/MS, outubro já começou com 20% de aumento no número de vistorias — de aproximadamente 400 atendimentos em dias considerados normais, o serviço vem realizando 500 vistorias diariamente. Mensalmente, 5.580 carros, 1.800 motocicletas, 860 caminhões e 40 ônibus são vistoriados pelo órgão em Campo Grande.
Exigido para o primeiro emplacamento, no caso dos veículos novos, em transferências e também para veículos de aluguel (ônibus e caminhões), o procedimento de vistoria é realizado por um quadro de 15 funcionários na Capital, porém dois servidores estão afastados por motivo de licença médica. Para fazer frente a essa defasagem, o Detran deslocou um servidor de outro setor para o serviço, havendo a previsão de que mais dois sejam remanejados para vistoria veicular até o fim do ano, durante o período de pico. Mesmo assim, não há perspectiva de acabar com o problema a curto prazo.

Espera
Para quem necessita do serviço, o remédio é colocar o veículo na fila e ir para o pátio coberto, abrigar-se do sol ou da chuva, até chegar a sua vez. Foi o que fez o despachante Claudeci Montani, 44 anos — ele chegou às 9h de ontem ao local e uma hora depois ainda havia 18 veículos à sua frente, aguardando vistoria. Para o despachante, a demora no atendimento é atribuída em parte ao crescimento de veículos em circulação, mas ele acredita que o Detran também precisa tomar providências. “O pessoal está comprando muito carro novo, emplacando. Tinham que fazer alguma coisa para melhorar. Ou distribuir (o serviço) para outro local, ou colocar mais funcionários”, sugeriu.
O microempresário Nelson Sampaio, 39 anos, enfrentou demora de 40 minutos para ter o carro vistoriado e considerou o tempo de espera razoável, mas acredita que poderia ser menor. “O interessante seria a descentralização desse serviço”, comentou.
Segundo informações do Detran, o tempo médio de duração da vistoria em um carro novo é de 15 minutos e, em carros usados, chega a 30 minutos. Quando o veículo é antigo, é preciso fazer decalque por inteiro e, nesse caso, a vistoria dura de 40 a 50 minutos. Se há a suspeita de algum tipo de adulteração, o motorista é encaminhado para a Delegacia Especializada de Atendimento a Roubos e Furtos de Veículos (Defurv) e só depois, se for afastada essa possibilidade, o veículo pode passar por vistoria no pátio do Detran.

Leia Também