Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

TRAGÉDIA

Motorista bate em carreta e morre carbonizado

Motorista bate em carreta e morre carbonizado
05/12/2013 08:15 - Tá Na Mídia Naviraí


Edimárcio José de Almeida, de 37 anos, morreu carbonizado em um acidente de trânsito que aconteceu na quarta-feira (4), envolvendo um veiculo Corsa, placas de Naviraí, que ele conduzia e uma carreta carregada de soja, placas do Paraná.

O acidente foi na BR-163, entre as cidades de Naviraí e Itaquiraí, próximo a entrada da Fazenda Mestiço.

Segundo informações de um amigo de Edimárcio, que seguia em outro veículo logo atrás, eles retornavam da cidade de Mundo Novo, quando a vítima tentou ultrapassar outros veículos, mas não conseguiu.  Ele colidiu de frente com a carreta, que transitava no sentido contrário.

Com o impacto, o carro que Edimárcio conduzia foi arrastado pela carreta por cerca de 40 metros, até ambos os veículos saírem da pista e caírem de uma altura de aproximadamente 4 metros.

O carro da vítima estava com o tanque de combustível cheio e explodiu. As chamas atingiram a cabine da carreta e também parte da carroceria. O motorista da carreta, que morar em Santa Catarina, conseguiu sair do veículo com ajuda de outros motoristas que passavam pelo local.

Já Edimárcio morreu carbonizado e prensado em meio às ferragens. Equipe do Corpo de Bombeiros precisou utilizar um desencarcerador para retirar o corpo da vítima.

O fogo se alastrou em meio a vegetação e foi contido por bombeiros de Naviraí, que contaram com ajuda de um caminhão pipa de uma usina. O trânsito ficou parcialmente interrompido e foi controlado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Felpuda


Mensagens trocadas por aí mostram que deverá “virar moda” políticos anunciarem que testaram positivo para a Covid-19. E sem medo de dizer que isso é porque o presidente Jair Bolsonaro anunciou ter sido infectado, e aí essa tchurminha estaria interessada também em ganhar holofotes. Porém, ressaltam que, como não se pode duvidar de coisa séria, o jeito é desejar “restabelecimento”. E não deixam de lembrar que o risco é a população descobrir que não fazem a menor falta. Essa gente...