CIDADES

Motociclista morre atingido por caminhão

Motociclista morre atingido por caminhão
27/04/2010 23:52 -


Vânya Santos

O motociclista Cleiton de Souza Marques, de aproximadamente 30 anos, morreu ao se envolver num acidente de trânsito, que ocorreu por volta das 16h45min de ontem, na Avenida Interlagos, próximo da Rua Luiz Alves, Bairro Jardim Auxiliadora, em Campo Grande.
De acordo com as polícias Civil e Militar, Adelson Luciano da Silva, 40 anos, conduzia um caminhão de carga seca, descarregado, pela Interlagos, sentido Rádio Clube Campo / Bairro Rita Vieira e ocupava a pista do meio quando deu início a uma conversão à esquerda. Ao lado do veículo, na pista da esquerda, Cleiton conduzia uma motocicleta Titan. Durante a manobra do caminhão, o motociclista foi arrastado, ficou prensado em duas rodas traseiras do veículo e morreu no local do acidente.
O motorista Adelson contou que trabalha para uma cerealista, que havia descarregado ração animal e seguia para a residência de seu empregador para entregar o dinheiro da venda do produto. “Dei seta, fiz a conversão, ouvi uma buzina e na curva senti a batida”, descreveu, comentando que o motociclista trafegava em alta velocidade e por isso não teria observado a sinalização indicando a manobra.
Durante a conversão, Cleiton, que trabalhava como vendedor da empresa revendedora de bebidas Conti, colidiu a motocicleta com um galão de água localizado na lateral do caminhão, antes de ser colhido pelo veículo e parar sob as rodas.

Outra versão
Já Renato Gomes Batista, colega de trabalho de Cleiton, contou que os dois retornavam de atendimentos a clientes no Bairro Pioneiros. Cada um seguia na sua moto, sendo que a vítima trafegava cerca de 20 metros na frente da testemunha.
“Não percebi que o motorista ia virar porque ele não deu seta, só sinalizou depois que tudo tinha acontecido”, relatou Renato, contestando a versão contada por Adelson. O colega da vítima disse ainda que Cleiton tentou jogar a moto para o canteiro central, mas não conseguiu se desvencilhar do caminhão.
Até o fechamento desta edição a polícia não havia divulgado o resultado do teste de alcoolemia feito no motorista Adelson, mas o titular da 4ª Delegacia de Polícia, Wellington de Oliveira, afirmou que se fosse constatado índice alcoólico, o motorista seria preso em flagrante.
smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".