Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Mortes por leishmaniose aumentaram 42% neste ano na Capital

6 DEZ 08 - 09h:10
     

         

A leishmaniose visceral causou 10 mortes de pessoas neste ano em Campo Grande, acumulando aumento de 42% em relação às de 2007. As ações da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) conseguiram reduzir em 15% a incidência da doença entre os cães, mas não impediu o aumento da letalidade entre humanos. Contudo, houve redução de 10,8% no número de casos confirmados autóctones, contraídos na Capital.

De janeiro até o início deste mês, a Sesau confirmou 10 mortes causadas pela leishmaniose na cidade, contra sete registradas em 12 meses do ano passado. Em 2007, as autoridades comemoraram queda de 46% em relação aos 13 óbitos registrados em 2006. Desde a notificação do primeiro caso, ocorrida há 10 anos, a doença matou 69 pessoas em Campo Grande.

Conforme a secretaria, a doença tornou-se mais letal neste ano. O índice de mortalidade ficou em 8,6%, contra o percentual de 5% do ano passado, e superou os 8,5% registrados em 2004. É o maior índice dos últimos cinco anos, já que em 2003 12% dos pacientes morreram.

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Governador comemora geração de empregos com retomada da UFN3
PRODUÇÃO DE INSUMOS

Governador comemora geração de empregos com retomada da UFN3

Universitários protestam contra escolha de reitora na UFGD
EDUCAÇÃO

Universitários protestam contra escolha de reitora na UFGD

Jovem encontrada morta em milharal tem 18 anos e estaria grávida
BRUTAL

Jovem morta em milharal tem 18 anos e estaria grávida

Semana começa com 121 vagas de emprego na Funtrab
OPORTUNIDADES

Semana começa com 121 vagas de emprego

Mais Lidas