Quarta, 21 de Fevereiro de 2018

Capital

Morte de jovem na madrugada pode ter motivo passional, diz mãe

20 FEV 2011Por Evelyn Souza e Vivianne Nunes13h:05

A mãe do jovem morto na madrugada deste sábado no bairro Amambaí afirmou que o filho já havia recebendo ameaças do acusado,identificado apenas como Paulo. O motivo segundo ela, seria ciúmes de uma mulher. “ Meu filho era bonito e trabalhador”, diz a mãe.

Ela e a filha prestaram depoimento na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) da Piratininga na manhã de hoje. Elas foram alvo de um atentado a tiros quando buscavam documentos pessoas do jovem morto para o enterro. O acusado do atentado é o próprio Paulo.

Segundo a mãe do garoto, Paulo disparou de uma moto, cinco tiros em direção às duas, que estavam em um carro. Elas perseguiram o acusado e o derrubaram da moto. Porém, o mesmo conseguiu escapar.

Na delegacia, a mãe do garoto contou que antes dos disparos Paulo olhou para as duas que estavam no carro e disse que que iria matá-las.

Alexandre Tavares Ferreira, de 24 anos trabalhava na administração de uma oficina mecânica da Capital. A mãe da vítima acredita que o acusado esteja perseguindo a família porque se sente acuado. “Ele achou que agente fosse fazer alguma coisa por ele ter matado o meu filho”, esclarece a mãe.

Entenda o caso

Alexandre foi baleado no Amambaí por três homens, em um Gol de cor roxa, nesta madrugada. Segundo a polícia, um amigo, que testemunhou o assassinato, não reconheceu os criminosos, e disse já ter sofrido ameaças por conta de um homicídio no qual estava envolvido. A vítima também era alvo de ameaças.
 

Leia Também