Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Morte de garoto resulta em exoneração de comandante da PM

Morte de garoto resulta em exoneração de comandante da PM
17/07/2010 05:30 -


     O comandante do 9º Batalhão da Polícia Militar do Rio de Janeiro, coronel Fernando Príncipe, foi exonerado no final da tarde de hoje. Ele estava à frente da operação em que PMs entraram em confronto com supostos criminosos em Costa Barros, na zona norte da cidade. Durante o tiroteio, um menino de 11 anos morreu ao ser atingido por uma bala perdida dentro da sala de aula

 

O comandante-geral da PM, Mário Sérgio Duarte, determinou que "o caso seja investigado com celeridade". Durante a operação em Costa Barros, seis homens morreram e quatro foram presos.

 

Em nota, a Secretaria Municipal de Educação disse que Wesley era aluno do quinto ano primário do Centro Integrado de Educação Pública (Ciep) Rubens Gomes, em Costa Barros. O menino foi levado ao Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes, onde morreu.

 

A morte de Wesley fez com que professores voltassem a reclamar da falta de segurança perto das escolas próximas a comunidades dominadas pelo tráfico. A diretora do Sindicato Estadual de Profissionais da Educação (Sepe), Edna Felix, disse que esse é um dos principais inimigos da educação. ?Não é fatalidade. Isso é descaso do governo com as escolas.?, disse Edna. Segundo levantamento do Sepe, só no município do Rio cerca de 200 escolas estão em áreas de risco.

Felpuda


Considerados “traíras” por terem abandonado o barco diante dos indícios da chegada da borrasca à antiga liderança, alguns pré-candidatos terão de se esforçar para escapar da, digamos assim, vingança, velha conhecida da dita figurinha. Dizem por aí que há promessas nesse sentido, para que os resultados dos “vira-casacas” nas urnas sejam pífios. Sabe aquela velha máxima: “Pisa. Mas, quando eu levantar, corre!” Pois é...