Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sábado, 17 de novembro de 2018

hospital universitário

Morre com suspeita de gripe homem que esperou por vaga

22 JUN 2012Por ANAHI ZURUTUZA E LUCIA MOREL 00h:00

Dezoito dias depois de ser internado no Hospital Universitário (HU) de Campo Grande com pneumonia, o trabalhador rural João Augusto Gomes de Arruda, 58 anos, morreu com suspeita de ter tido a gripe A (H1N1). Esta seria a quinta morte causada pela gripe suína na Capital, embora nunca ficará provado que o paciente tinha a doença, porque material para exame não foi coletado a tempo.

Assim como a professora Jane da Silva Figueiredo, 48, Arruda também morreu na terça-feira (dia 19). Segundo a filha dele, Marluce de Arruda, 37, ele não reagiu a nenhum dos tratamento que os médicos receitaram e teve três paradas cardíacas quando foi passar por uma traqueostomia — orifício aberto na traquéia para a colocação de tubos de respiração artificial. “Ele já estava muito debilitado, o rim e o fígado não estavam mais funcionando direito, ele teve uma hemorragia no estômago. Nenhum remédio que os médicos davam funcionava”, contou.

Leia mais no jornal Correio do Estado.


 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também